Você conhece a carne do seu churrasco?

Domingão chegando e muita gente já agendou o programa do almoço: um belo churrasco. Mas qual é a melhor carne para esse assado feito na brasa?

Rodrigo Leitão
O domingo chegou e os amigos e parentes estão chegando para aquele almoço tradicional regado a muita carne vermelha. A carne de gado ou bovina é a preferida para fazer um churrasco. Mas você conhece os principais cortes que te darão uma série de aplausos depois que todos apreciarem o seu almoço?

São oito os principais cortes de carne bovina utilizados pelos melhores chefs de cozinha tanto no Brasil quanto em outras partes do mundo, principalmente na Argentina, Uruguai e Estados Unidos. Alguns deles são melhor usados nos churrascos e nas mais badaladas receitas de carnes:  Filé Mignon, Contrafilé, Alcatra, Picanha, Patinho, Fraldinha, Costela e Maminha. A seguir, damos algumas dicas de como você pode utilizar essas carnes em vários pratos e receitas.

FILÉ MIGNON
O mais nobre e caro dos cortes bovino é o filé mignon. Ele é marcante pela sua maciez e ausência de gordura, nervos e fibras. Indicado para pratos refinados como o medalhão e o tournedor, o mignon é versátil e pode figurar em estrogonofes, bifes de corte mais alto, picadinhos, refogados e até mesmo assados nos churrascos.

CONTRAFILÉ
Vizinho do filé mignon, o contrafilé é uma peça grande que possui cortes memoráveis, como o entrecôte, conhecido também como bife chorizo, muito popular na Argentina. É do contrafilé que se origina também a bisteca bovina. Essa peça é ideal para bifes, medalhões e para a churrasqueira.

ALCATRA
A alcatra é mais um integrante do famoso quarteto das carnes nobres. Corte mais magro, com sabor intenso, a alcatra dá origem a mais outros cortes como o miolo de alcatra, o baby beef e o topo sirloin, um dos mais pedidos na costa Leste dos Estados Unidos, principalmente em Nova York.

PICANHA
Fechando o quarteto, temos a preferida do churrasco. A picanha tem formato triangular e uma sólida capa de gordura que concede à carne toda a maciez necessária que tanto agrada nosso paladar. A picanha é altamente indicada para a grelha, mas pode ser feita no forno e também na frigideira. Para quem quer fazer um bom churrasco, a melhor forma de consumi-la é no espeto, tradição presente nas melhores churrascarias do Brasil e que se tornou uma marca registrada do churrasco brasileiro! A picanha é, aliás, o corte brasileiro. Foi sugerida por um garçom argentino a um magnata paulista em meados dos anos 70 e nunca mais saiu do cardápio.

PATINHO
O patinho é uma carne com pouca gordura e com fibras macias, fazendo dele o ideal para sanduíches com carne e bifes à milanesa. Outro uso bem comum do patinho é moído, que faz dela uma boa pedida para escondidinhos, recheios e até mesmo hambúrgueres.

FRALDINHA
Também conhecia como Vazio, a Fraldinha é excelente para fazer hambúrguer. Este corte lateral do boi é uma peça pequena, mas com muito sabor. Sua versatilidade faz com que seja uma ótima pedida para os discos de um burger e até para cozidos e estrogonofes. A fraldinha vai muito bem na grelha, mas é preciso se atentar a algumas dicas de preparo: coloque-a no espeto mas não estique a carne, deixe que ela fique compactada e para salgar, opte pelo sal grosso triturado, que é mais fino que o sal de churrasco tradicional, mas bem mais grosso que o sal refinado. Deixe-a próxima à churrasqueira durante os 5 minutos para absorver o sal. Essa é uma dica para garantir que a carne fique temperada na medida certa.

MAMINHA
Corte proveniente da alcatra, a maminha é muito macia, suculenta e de sabor suave. Ela é uma ótima pedida para o forno, sendo muito utilizada em pratos no qual a carne é recheada.

COSTELA
Essa é a grande carne nobre dos churrascos. Há quem diga que carne de churrasco é só a costela. Seu filé, também conhecido como bife ancho, noix ou entrecôte, vai muito bem na churrasqueira. Sua consistência macia e com gordura entremeada faz do corte um dos favoritos dos chefs e especialistas em carnes e assados.

FIQUE POR DENTRO

Marcado , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.